Cátia Matias

O que o levou a enveredar no universo da decoração/arquitetura?
Desde bastante nova, talvez a partir dos meus 14 anos, que sempre tive essa intenção baseada no interesse e gosto pelos espaços, design, a vivencia das casas e das cidades. Tive todo o apoio da família para ir estudar para Lisboa ainda antes de entrar na faculdade o que ainda me despertou um maior desejo ao aí viver.

Quais são, para si, os aspetos mais importantes num projeto de design/arquitetura?
A conjugação do respeito da envolvência e objectivos do projeto em consonância com os desejos do cliente, assentando o projeto na minha visão particular e própria do mesmo. Sendo que hoje a minha atividade está totalmente centrada na arquitectura de interiores na Moverel Contract.

Onde procura inspiração os seus projetos?
Muito nas viagens, feiras da especialidade e nas experiencias e pequenos detalhes do dia a dia.

Como é que desenvolve o processo criativo?
Esta fase começa sempre numa primeira abordagem e brainstorm com o cliente, daí decorre uma analise cuidada à envolvência e objectivos do mesmo. Depois de definir estas variáveis desenvolvo junto com a equipa da Moverel Contract o conceito do projeto, seleção de materiais e design de peças de forma a elaborarmos uma primeira apresentação ao cliente, que vamos sempre envolvendo em todo o processo.

Prefere particularmente um estilo ou trabalha com vários?
Os estilos obviamente variam muito em função do tipo de projecto, cliente ou mercado. No nosso portefólio temos obras de interiores tão variadas como casas privadas, hotéis, hospitais, tribunais, aeroportos, escolas, etc….logo não posso centrar-me apenas num determinado estilo ou tendência para a execução dos mesmos.

Que tipo de projeto é que lhe agrada mais e porquê?
O tipo de projectos onde posso ter a autonomia de criar um conceito de A a Z em todas as valências e de aportar a excelência.

Para si, o que está in e o que está out na atualidade?
In os revivalismos, Out a opulência.

Qual é a sua imagem de marca, ou seja, existe alguma cor, detalhe ou peça que utilize sempre nos seus projetos?
Pela diversidade dos projetos em que nos envolvemos nem sempre é fácil deixar uma traça representativa do que se possa chamar imagem de marca. Prefiro defini-la como a qualidade e excelência dos projetos, assentes numa grande proximidade ao cliente.