HOMEING – Interior Design and Home Living

Homeing regressa a Lisboa com novas tendências do design e decoração de interiores

É de 29 de setembro a 1 de outubro que a renovada Homeing – Interior Design and Home Living regressa ao Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa, com uma oferta reforçada. Com um olhar amplo sobre o setor e as tendências esperadas para a próxima temporada, o evento apresenta o melhor da inovação no design e na arquitetura de interiores e, este ano, integra nova área voltada para o upcycling. A Homeing – Interior Design and Home Living está de regresso a Lisboa. De 29 de setembro a 1 de outubro, o Pavilhão Carlos Lopes, no Parque Eduardo VII, em Lisboa, vai receber a 7ª edição do evento, no qual são esperadas dezenas de marcas e centenas de profissionais de design e decoração de interiores para apresentarem as suas soluções, em linha com as novas tendências e novidades dos mercados residencial, hoteleiro e do turismo.

O sucesso da Homeing tem sido já habitual, com a última edição – que marcou o regresso ao formato presencial, após dois anos de pandemia – a juntar mais de 3456 visitantes e 50 expositores. Para 2022, este último número já foi superado e a expectativa é elevada, com a adoção de novas dinâmicas, áreas, talks e muitas marcas de referência nos seus respetivos segmentos de atuação. Divididas por seis áreas de exposição (mobiliário, iluminação, acessórios/banho, tecidos de decoração/revestimentos, tapeçarias/têxteis e soluções de projeto), entre as marcas presentes asseguram presença a Pombo, a Azulima, a Richimi, a Sancovedras, a Arch Valadares, a Bplan, a Signature Factory, a Sorema, a Barreiros & Barreiros e as Tapeçarias Ferreira de Sá.

Para esta edição, o mote é “Metamorphosis”, numa alusão à mudança e à transformação que começa no interior dos espaços, de uma forma adaptada às necessidades, expectativas e ambições associadas ao crescimento individual. É neste contexto que o taylor made volta a merecer valorização no evento, por atribuir ao talento e arte humana o mérito da adaptação das soluções a cada projeto, em nome de uma identidade única.

Para Amélia Estêvão, Diretora de Marketing da Exponor, “O setor do mobiliário e afins, em Portugal, é muito expressivo e contempla mais de 45.000 empresas, de 30.000 colaboradores e entre 3 e 4% de peso na balança de exportações, com valores de exportação, em 2021, na ordem dos 1,78 mil milhões. O facto de termos uma cultura que, por um lado, é fortemente industrializada e cada vez mais digitalizada e que, por outro, conserva e valoriza muito a arte de artesãos e marceneiros, torna-nos um país muito preparado para inovar e criar projetos à medida. Este evento traduz esse talento, visão inovadora das marcas e capacidade de produzir completamente em linha com as tendências do setor, criando oportunidades de networking muito relevantes para todo o tipo de players.”.

Acompanhando as maiores tendências globais do setor habitacional, um dos grandes pilares desta 7ª edição é a Sustentabilidade, que vai introduzir uma área voltada especificamente para as marcas que operam com base numa cultura de upcycling e que apresentam soluções eco-friendly, em segmentos de mercado voltados para a habitação e para os materiais. Além da exposição de soluções notáveis e inovadoras neste âmbito, serão também promovidas diversas talks sobre o design circular, com speakers de referências capazes de traduzirem casos concretos e tendências para o que o futuro reserva.

Desde a sua estreia que a Homeing se afirma como um momento de negócios e partilha de contactos. O evento apresenta-se como a oportunidade certa para reunir especialistas de design e arquitetura de interiores, onde se celebra a partilha de ideias e experiências, dando espaço a marcas de excelência.

Com o evento a acontecer pela sétima vez na capital, Amélia Estêvão explica ainda que “Reforçamos a presença da Exponor em Lisboa através deste evento, com o objetivo de criarmos maior facilidade de acesso junto de marcas e profissionais de dimensões e geografias distintas. Temos registado um crescimento progressivo a cada edição e a intenção é torná-la cada vez mais democratizada, desenvolvida e adaptada ao tecido corporativo e industrial português. Temos boas expectativas para esta edição e para os negócios nacionais e internacionais que poderão ser desenvolvidos neste contexto. Esperamos também que as marcas que convidamos a estarem aqui presentes possam, também eles, crescer connosco e elevarem o talento e a qualidade da produção nacional além-fronteiras.”.

À semelhança da edição anterior, a plataforma digital E+E Homeing surge como um complemento à presença física no evento, apresentando-se uma fonte contínua de inspiração e uma ferramenta de trabalho ao longo do tempo para todos os profissionais do setor.

O evento, dirigido a profissionais, terá um horário alargado, entre as 11h00 e as 20h00 nos dias 29 e 30 de setembro, e das 11h00 às 19h00 no dia 1 de outubro.