Fenabel: 30 anos de muitas histórias

 

A Fenabel está de parabéns: celebra 30 anos de existência. Estivemos à conversa com Mário Leite, CEO da Fenabel, que nos falou mais sobre o percurso da marca.

São 30 anos de…?

De muitas histórias e de muitas pessoas que resultaram no que é hoje. Foram muitas as lutas, mas só fizeram com que as conquistas fossem ainda maiores. Este é mais um marco histórico para a Fenabel. E como é que pode ser contada a sua história? A história da Fenabel começa muito antes da própria Fenabel e pode ser dividida em duas partes, cuja primeira mistura-se com a história da família e a segunda com um momento que obrigou a um virar de página em busca de novos rumos. Desde 1907 que a família produzia cadeiras em pequenas oficinas. A experiência e conhecimento veio tanto do lado materno como paterno dos avós do atual CEO e anos mais tarde Mário Leite (Pai) dava início a um grande projeto. Nascia a grande base da Fenabel. Inicialmente Mário Leite (pai) produzia cadeiras, depois também mobiliário, e em 1991 voltou novamente a ser produtor de cadeiras.

Em 1992 nasce a marca Fenabel. Tudo iniciou em agosto, mas o desaparecimento abrupto de Mário Leite (pai) no ano seguinte obrigou a uma readaptação, difícil mas focada, e sempre voltada para a inovação e para o crescimento. A marca tinha o objetivo de crescer em Portugal, mas já exportava para mercados como Espanha e Holanda. Com o evoluir da organização, o mercado internacional também acompanhou esta tendência e hoje a marca está em mais de 40 países. A presença em feiras internacionais não tardou no horizonte da marca, tais como Colónia, Valência, Paris, Reino Unido, Las Vegas e principalmente Milão, e é lá que ainda hoje a marca aposta numa presença forte e com a apresentação das novas coleções. Resiliência é um sinônimo que define a Fenabel, desde os seus primórdios até agora, mediante a situação atual, a marca readapta-se diariamente e permanece firme.

A Fenabel tem construído um caminho com foco numa progressão sustentada. Que marca pretendem deixar?

Uma marca referência. Este ano com a celebração de 30 anos de existência enquanto Fenabel, e de muitos mais enquanto história, toda a evolução foi ponderada, estudada e decidida estrategicamente e emocionalmente. Uma estrutura fundada em boas práticas, pode ter uma progressão lenta mas trás o seus frutos, e até agora a Fenabel obteve resultados sempre profícuos, que resultaram numa estabilidade que permitiu o constante crescimento sustentável. Que esta demanda permaneça nas próximas gerações.

Líder de mercado em Portugal, a Fenabel é uma empresa de mobiliário que aposta fortemente na inovação e na qualidade. Que características definem os produtos da Fenabel?

Dentro do mundo dos móveis existem especializações. A Fenabel apostou em cadeiras de madeira, porque exigem mecanismos e métodos próprios de trabalho. É um mercado diferente. A cadeira fica na sala, na cozinha, mas também no restaurante e no hotel, e a marca sabe do que fala no que respeita ao produto de sentar. Esta é, na verdade, uma área abrangente. Para que o produto além de funcional seja diferenciador, a marca tem apostado desde há mais de 10 anos em trabalhar com gabinetes de design nacionais e internacionais e criou parcerias com designers tais como Gian Luca Tonneli e Davide Carlesi da Area44, Aitor Garcia de Vicuña, Studio Segers, Javier Gomez,Franscesc Rifé, Mónica Braga dos Santos, André Teoman, entre muitos outros, que criam produto e conceitos diferenciadores que se projetam numa imagem muito específica, porque a marca quer acima de tudo, e além da qualidade, que os seus produtos tenham uma identidade muito própria.

Podemos dizer que hoje a Fenabel está onde queria estar?

A Fenabel já traçou um grande caminho com marcos importantes. Estamos a avançar na direção, onde nos queremos destacar, nas várias frentes: design, negócio, ambiente e (igualmente importante) no sector humano de parcerias entre clientes, funcionários e todo um mundo que nos tem vindo a envolver naquilo que conseguimos hoje. A diferença e inovação são motes desde há muito, e a política de melhoria continua é algo intrínseco aos objetivos da organização. Construir um catálogo de produtos de marca, que se destaquem do resto do mercado, investir nas instalações e melhorar as condições de trabalho dos colaboradores, investir em equipamento de topo e diferenciador, que permita ser ainda mais eficiente e ser ainda mais sustentável.

Para além de ser um marco histórico, 2022 será também um ano de novas apostas?

O Ano de 2022 vai ser um ano de celebração e apostas claras na tecnologia e economia circular. A marca já tem traçados os objetivos efetivos e espera atingi-los com sucesso. Desde há muito que é uma empresa certificada tanto na qualidade como no ambiente. Investiu numa grande infraestrutura dotada de tecnologia de ponta e de tecnologia solar, pois instalou uma central fotovoltaica que lhes permite produzir 40% da energia que consome. Temos 30 anos e somos já uma empresa com notoriedade, com experiência e know how, e que começa a ser referência no mundo das cadeiras, que quer melhorar todos os dias, e é nesse sentido que inicia 2022.