CASA VERMELHA

 

O projeto, da autoria do arquiteto Nelson Resende, reporta-se a uma habitação unifamiliar construída num terreno com a área de 700 m2.

A materialização da proposta assenta numa matriz geométrica rígida, que tenta encontrar relações métricas e espaciais entre as partes
constituintes da habitação e do terreno, propondo a racionalização da construção contraposta à área envolvente. A longitudinalidade do terreno, permite explorar uma sucessão de espaços geometricamente iguais, repetidos ao longo de um percurso, e que se desenvolvem de forma substancialmente diferente – o pátio de acesso para automóveis, relacionado com o espaço da garagem; o espaço de jardim exterior, relacionado com o espaço de estar interior da habitação; o pátio exterior de serviço, ao nível da cave relacionado com os espaços de trabalho, fechando e rematando esta sucessão.

A habitação, excetuando o espaço de circulações horizontais e verticais (rasgado a Norte e a Sul), ora se abre para Poente (Sala Principal e Quartos), ora se abre para Nascente (espaços de serviço, ou espaços de apoio). Contrariamente, a luz artificial é desenhada nos planos cegos das fachadas Sul e Norte e permite um jogo de contrastes que acentua os planos transparentes de dia e realça os planos
opacos de noite. O objetivo passou por validar uma solução mais distante de imagens muito sofisticadas e demasiado bem acabadas, permitindo a identificação dos sistemas construtivos e a consequente integração numa envolvente marcadamente rural.