Viterbo Interior Design

 

A Viterbo caracteriza-se por ser um gabinete de design de interiores de referência internacional, pela criação de interiores intemporais e pelo design de interiores de residências e hotelaria.

Gracinha Viterbo, designer de interiores responsável pela Viterbo Interior Design, falanos um pouco mais sobre este que é considerado um dos mais importantes ateliers de design e decoração de interiores portugueses.

A VITERBO Interior Design é liderada por mim, Gracinha Viterbo, e pelo Miguel Vieira da Rocha, meu marido. Desde há vinte anos trabalhamos juntos neste projeto para dar continuidade a esta empresa que é um marco no profissionalismo do design de interiores em Portugal e no mundo. Connosco uma equipa motivada e apaixonada por várias facetas desta profissão, multidisciplinar e com muita experiência tanto no anteprojeto como no seu acompanhamento e, claro, na sua execução e implementação. Fazemos projetos de todos os tamanhos e de todos os estilos em Portugal e no mundo.

Pontualmente trabalhamos em projetos de hotéis, mas concentramos-nos, sobretudo, em projetos residenciais privados. São projetos de Arquitetura de interiores e decoração de alta qualidade e serviço, turn-key. Temos vários departamentos e muita experiência em lidar com o investimento que o cliente quer ter, usá-lo da melhor forma para valorizar o espaço, o conforto e a vivência do seu dia a dia.

Atualmente que posição a Viterbo assume no mercado?

Apontamos para um segmento alto, com projetos altamente personalidades, sempre com atenção à sustentabilidade, utilizando materiais nobres, de preferência portugueses, mas, no entanto, trabalhamos com fornecedores no mundo inteiro. Sempre com um approach adaptado ao local, ao briefing do cliente e à Arquitetura.

Afirma que todos os clientes têm um estilo e que todos os projetos têm uma interpretação única. Qual é, portanto, o conceito e a ideologia da Viterbo?

A nossa missão é ter, primeiramente, um cliente satisfeito. Acreditamos que o designer de interiores existe para ser uma mais valia primeiramente no lado criativo e acesso a todo um mundo desta indústria com uma longa experiência de onde encontrar exatamente o que o cliente procura ou nem sabia que existia, mas também em tempo, prazos, coordenação, experiência técnica, de acompanhamento de obra, de logística de encomendas e prazos de entrega. O cuidado extraordinário com o projeto do princípio ao fim.

O que a inspira e motiva diariamente?

O que mais me inspira diariamente nesta profissão são as pessoas todas que fazem o projeto possível. Há uma partilha recorrente. O que mais gosto na minha profissão são as pessoas. Os clientes, as equipas de projeto, as equipas de obra, as equipas de gestão de projeto, os artistas, os artesãos, os executantes. Os que ouvem, os que aprendem, os que ensinam. É um processo de pessoas, de querer fazer com alma e entrega. Isso é o que mais gosto seja onde for o projeto.

Fale-nos mais sobre a assinatura exclusiva de Gracinha Viterbo.

Gosto de ouvir o cliente, de pesquisar e entender de onde vem, onde está e para onde quer ir nesse momento de mudança que é um projeto de interiores. Há um certo ritmo que se ganha ao interpretar vidas há vinte anos como eu já faço. Há ferramentas que criei que me ajudam a entender como posso ser uma mais valia na vida dos meus clientes e como o projeto Viterbo interior design e a minha equipa poderemos elevar o espaço que nos é entregue a um nível que seja um cenário idílico personalizado para aquele cliente especificamente. Há uma entrega enorme minha, do meu marido e partner Miguel Vieira da Rocha e de todos os departamentos e equipas da Viterbo Interior Design. Cada projeto é um caminho bonito. Onde todos nós entregamos e todos crescemos um pouco mais, incluindo os clientes.

Falar sobre design de interiores é falar sobre…?

Falar sobre design de interiores é falar sobre o vazio. Porque é no vazio que tudo começa. Só há um caminho: sempre em frente. Se queremos ir depressa vamos sozinhos, se queremos ir longe vamos juntos. Eu escolhi sempre a segunda opção.