INAIN: três décadas dedicadas à arquitetura de interiores e com ano memorável em perspetiva

Gabinete de arquitetura de interiores prevê fechar 2022 com cerca de dois milhões de faturação

Conhecida empresa de interiorismo e decoração estima ter em 2022 o melhor ano de sempre em volume de negócios. INAIN ganhou a preferência do Sporting Clube de Braga na futura intervenção em 30 mil m2 da sua “cidade desportiva”, incluindo um centro de estágio profissional com 50 quartos

Trinta anos de dedicação ao design português de interiores é um marco que, num setor altamente competitivo, está somente ao alcance de poucos e desse lote faz parte a INAIN. Três décadas que levaram os mais altos responsáveis de marcas internacionais de design a associar-se, através de testemunhos e de campanhas comerciais comemorativas (a decorrer até ao final do ano e que poderão ser consultadas em www.inain.com), ao aniversário do gabinete fundado por Mário Azevedo e Paula Ferreira Alves.

“Estamos a atravessar aquele que poderá ser o nosso melhor ano”, também em termos de volume de negócios, revela Mário Azevedo. Isto porque a INAIN prevê ultrapassar em 2022 o que, até agora, tinha sido o período de maior sucesso (2003), altura em que faturou 1,7 milhões de euros. “Esperamos atingir este ano os dois milhões de euros em projetos”, aponta, falando de uma faturação acumulada nos dois últimos anos que ultrapassa os 2,5 milhões. E para a qual têm contribuído igualmente os clientes do segmento residencial, que têm adensado a forte componente institucional do negócio.

As boas notícias não se ficam por aqui para a empresa portuense, já que a INAIN ganhou recentemente a preferência do Sporting Clube de Braga na futura intervenção em 30 mil metros quadrados da sua “cidade desportiva”, numa obra criativa que se desenvolverá igualmente pelas áreas administrativas, zonas de lazer, restauração, exteriores e, também, por um centro de estágio profissional, com 50 quartos, além das zonas desportivas, tanto profissionais como amadoras, incluindo os balneários das equipas A e B.

Para Davide Groppi, CEO da insígnia italiana reputada mundialmente no design de luminárias, a INAIN “é um lugar onde é possível conhecer a nossa poética, com paixão e autenticidade”. Palavras sentidas, de quem vive o design intensamente, secundadas por Paolo Nardini, diretor-geral da Minotti, referência internacional no design de mobiliário, que enaltece a colaboração entre as duas insígnias, “que perdura no tempo, graças a visões e valores compartilhados: elegância intemporal, cultura de design e savoir-faire artesanal com grande atenção aos detalhes”.

“A vossa empresa faz a diferença num mercado cada vez mais competitivo, cada vez mais diversificado e muitas vezes mais barulhento”, nota Paolo Nardini. “Vejo com grande satisfação o vosso sucesso, os princípios e os meios que vos trouxeram aqui, e nós, na Lema, temos orgulho de pertencer, partilhar e colaborar, para que o vosso trabalho seja uma referência”, sublinha por sua vez Angelo Meroni, presidente da Lema, outro dos grandes players mundiais em mobiliário de design premium contemporâneo para os canais Casa e Contract.

Também “muito satisfeito” por ter a INAIN como distribuidor e “parceiro de prestígio” da USM Modular Furniture há longa data, mostrou-se Alexander Schärer, CEO do conhecido fabricante suíço de móveis modulares para casa e escritório.

Jaume Domenech, Head Market da conceituada Vitra, olha “em perspetiva” para os 30 anos da INAIN e aponta os “projetos desenvolvidos de forma conjunta e plena de êxito”, num percurso que permitiu encontrar na equipa do gabinete português de arquitetura de interiores “uma atenção pelo detalhe, qualidade e design muito alto, que encaixou perfeitamente com os valores da Vitra”.

“Temos, atualmente, um mercado de nicho, no que à INAIN diz respeito. Trabalhamos essencialmente com marcas de renome e os nossos clientes sabem ao que vêm quando entram no nosso gabinete. São fidelíssimos e obedecem a um arquétipo com o qual é fácil e prazeroso trabalhar. A exigência é, claro, muita, mas é um desafio que aceitamos de bom grado todos os dias”, explica Mário Azevedo, que trabalhou com Daciano da Costa, figura incontornável na área do Design de Equipamento em Portugal.

O portefólio de projetos-bandeira da INAIN é profícuo nestas três décadas de atividade, nomeadamente na vertente Corporate – Finibanco, Smartenergy (Matosinhos, Porto, Milão, Valencia), Banco de Fomento de Angola (Luanda), Ecorede, Iperplano, Tania Heath Paris, Fundo Soberano de Angola (Luanda), Lusitânia Seguros, Cerealis, Barbosa & Almeida, Amorim Revestimentos e Beldi Lab (Rio de Janeiro) são exemplos paradigmáticos -, mas também no segmento residencial.

Neste particular, a empresa destaca, neste momento, o trabalho que está a ser desenvolvido para uma “extraordinária penthouse” com 350 metros quadrados na zona mais icónica do Algarve, apenas com o Atlântico pela frente. E a criatividade na linha do horizonte.

Sobre a INAIN…

A INAIN desenvolve projetos de arquitetura de interiores, mobiliário (exterior e interior), decoração, iluminação e complementos. Para responder a todas as necessidades do mercado, a empresa trabalha com variadas soluções, todas elas com um alto nível de exigência e de elevada qualidade, marca de água dos respetivos serviços. Fundada por Mário Azevedo e Paula Ferreira Alves, a INAIN projeta nos seus trabalhos um estilo muito próprio. Uma forma de estar e de trabalhar que não vai em “modismos”, apostando, isso sim, numa gramática de sintaxe moderna, com uma morfologia que recolhe influências na pintura, no artesanato e em peças de época escolhidas a rigor, o que dá aos seus trabalhos – feito de minúcias – um cunho único. Isto sem nunca perder uma certa “patine” adquirida ao longo de gerações. O gabinete trabalha com as mais consagradas marcas europeias, mas também com jovens talentos que se têm feito notar no mundo do design.