Sebastian Herkner

 

“É absolutamente vital que revivamos todas estas formas tradicionais de artesanato antes de se perderem para sempre, pois são parte integrante do nosso património cultural”

Com 37 anos de idade, o designer alemão Sebastian Herkner tem embarcado num grande número de colaborações com designers internacionais, tais como a Moroso, Dedon, Thonet e Lintellio. Ao longo da última década recebeu cerca de 30 prémios pelo reconhecimento do seu trabalho inovador e ao mesmo tempo tradicional. E a Maison&Objet Paris nomeou-o como Designer do Ano em 2019. Desde que montou o seu próprio estúdio no subúrbio de Offenbach am Main, em Frankfurt, em 2006, Sebastian Herkner dedicou-se incessantemente à criação de designs que fundissem tradição com criatividade, novas tecnologias com habilidade. O amor incondicional pelo artesanato tradicional foi o que guiou no primeiro projeto de referência, a mesa “Bell”, cujo prato de aço e latão se aninha numa base de vidro soprado à mão, produzida numa fábrica de vidro da Baviera secular. É esse tipo de habilidade que seus designs regularmente entrelaçam com a tecnologia mais atualizada, tendo sido também o caso da cadeira “118” (Thonet, 2018), que usa uma mistura de fresagem CNC e dobra de vapor para moldar a madeira.

«É absolutamente vital que revivamos todas estas formas tradicionais de artesanato antes de se perderem para sempre, pois são parte integrante do nosso património cultural» A abordagem de Herkner ao design é ética e comprometida, impregnando o processo criativo com o mesmo grau de importância do próprio produto final.