Pré-registo online para a Intergift com descontos até 50%

Por
A organização do certame que irá decorrer em Madrid de 20 a 24 de setembro, abriu as inscrições online, com direito à visita às feiras BISUTEX e Madrid JÓIA que decorrem em simultâneo.
Calma Chechu
Calma Chechu

Para além do desconto de 50% válido até 19 de agosto, a organização disponibiliza também reduções nas deslocações na Renfe Madrid, Iberia e Avis.
Estes descontos variam de acordo consoante a data em que é realizado o pré-registo, para os profissionais que realizem antes de 19 de agosto o preço
final será de 12 €, entre 19 de agosto e 19 de setembro, o deconto é de 25%, com um preço final de 18 €. Para quem decidir comprar o seu passe
diretamente no local os valores são os seguintes: 24 € de 20 e 21 de setembro e 30 € a 22, 23 e 24 de setembro.
Ler mais

IMM Colónia 2018: Inscrições abertas para jovens criadores

Por

A luz consegue modificar e criar novos ambientes, sendo mesmo capaz de transmitir sensações de conforto e harmonia. Através dela somos capazes de criar salas brilhantes, tornar pequenos cantos, num novo espaço e dar realce a pormenores. Trabalhar com a iluminação exige conhecimento e experiência, a Feira de Colónia que se realiza em janeiro de 2018 promete trazer muitas novidades para o setor.

Constantin Meyer

Neste momento e, até ao dia 22 de setembro, estão abertas as inscrições para jovens criadores de todo o mundo que queiram apresentar no certame as suas criações e protótipos, a inscrição é gratuita. Nos últimos 14 anos, cerca de 500 designers apresentaram mais de 400 produtos durante o evento. Segundo a organização, "muitos deles conseguiram ter seus projetos representados nas coleções de renomados fabricantes de móveis”. Para esta edição cada participante pode enviar no máximo três produtos nas categorias de móveis, acessórios de casa, iluminação, pavimentos, papel de parede e têxteis, cozinhas e acessórios de cozinha e casa inteligente. O critério de seleção exige que cada projeto não deve ter mais de um ano de existência e estar na fase de protótipo. 

Constantin Meyer

O júri é composto por designers, designers jornalistas e especialistas da indústria de interiores. Este ano, o painel conta com Rianne Makkink, o designer Sebastian Herkner, da Offenbach na Alemanha, a jornalista Sophie Lovell e o diretor-gerente da Architonic, Tobias Lutz, bem como, o designer Harry Paul van Ierssel, de Barcelona. Os fatores tidos em conta pelo júri são: conceito geral, individualidade do design e originalidade, qualidade do conceito e visão, funcionalidade e qualidade de design e apresentação.

Ler mais

Roca comemora 100 anos

Por

A festa de aniversário decorreu no Pátio da Galé e juntou centenas de convidados. Mais do que uma simples celebração de tudo aquilo que foi feito ao longo destes anos, o evento serviu para antecipar o futuro, e homenagear todos aqueles que, graças à sua dedicação, transformaram a Roca na empresa que é hoje. 

Entre os 230 convidados estiveram clientes, fornecedores, parceiros e colaboradores de empresa, provenientes dos mais diversos cantos do país. Jorge Vieira, Managing Director da Roca em Portugal, enalteceu “o papel da empresa ao longo destas dez décadas de existência, que contribuíram para a evolução do conceito de espaço de banho, um pouco por todo o mundo. São 100 anos de trabalho árduo, de investigação, e da transmissão dos valores Roca (Higiene, bem-estar, design, conforto, respeito pelo meio ambiente...), aos mais diversos quadrantes da sociedade. 100 anos de um crescimento constante, alicerçado por uma estratégia sólida, cujo objetivo passa sempre por melhorar todos os aspetos da nossa atividade”, afirmou.

A Roca é uma empresa dedicada ao design, produção e comercialização de produtos para o espaço de banho, pavimentos e revestimentos cerâmicos destinados à arquitetura, à construção e ao design e decoração de interiores.  A companhia emprega 22.600 pessoas, tem 78 centros de produção e está presente em mais de 170 países distribuídos pelos cinco continentes. A Roca trabalha em colaboração com prestigiados designers e arquitetos como R. Moneo, D. Chipperfield, Z. Hadid, Herzog & de Meuron, Schmidt & Lackner y J. Mariscal, ao mesmo tempo que trabalha constantemente no desenvolvimento e promoção de iniciativas que ajudem à conservação do meio ambiente. Este compromisso da Roca traduz-se num critério orientado para a poupança de água no desenvolvimento permanente de novos produtos.

Ler mais

Siége Velvet, da Aldeco, em destaque na AD Magazine

Por

O bestseller da Aldeco,  disponível em 52 cores foi escolhido por Pierre Sauvage, proprietário da Casa Lopez Paris e Frank Potisek para conceder exuberância a um apartamento clássico do século XVIII. O Siége Velvet é aplicável tanto em decoração, como em estofo, um veludo suave e com alta resistência à abrasão. O resultado está publicado na edição de agosto da revista AD Magazine.

 

 

Ler mais

Serip inaugura novo showroom em Kiev

Por

O mês de junho foi de festa para a portuguesa Serip, com a abertura do Serip Official Showroom Kiev, Ucrânia. O espaço era já muito aguardado no mercado de design de interiores da Europa Oriental. 

 

Fundada em 1961, ainda com a designação de Mário J. Pires começou a produzir candeeiros, utilizando vidro e bronze. Nesta fase inicial, a empresa adota um conceito bastante clássico. Atualmente, o conceito de design da Serip consiste em formas orgânicas inspiradas na natureza. Os formatos redondos, em espiral e desproporcionais definem de forma imediata as peças Serip como "Iluminação Orgânica". Num mundo maioritariamente focado na simetria, padrão e monotonia - como resultado da produção mecânica e industrial - a Serip quer distinguir-se com conceitos como a diferença, desigualdade, unicidade e contraste. 

A paixão da Serip pela iluminação e busca pela inovação em design proporciona um novo ponto de vista único no setor de decoração atual. Devido a reduzida utilização de elementos mecânicos no processo de produção e ao intensivo  processo artesanal, nunca são produzidas duas peças exatas. Cada peça produzida é uma obra de arte única e distinta.

Ler mais

Único summit de arquitetura em Portugal esta quinta e sexta-feira

Por

O Pavilhão de Portugal vai ser o palco de um mega evento que junta vencedores de prémios Pritzker, marcas de topo e momentos verdadeiramente disruptivos. Álvaro Siza Vieira e Valerio Olgiati são os cabeças de cartaz do evento. 

Pavilhão de Portugal

Para além de conferências levadas a cabo pelos maiores nomes da arquitetura internacional, quem for ao Pavilhão de Portugal nos dias 6 e 7 de julho será contemplado com uma exposição de materiais e soluções de construção, cuja assinatura cabe ao gabinete de Manuel Aires Mateus. Em simultâneo, decorrem várias intervenções e manifestações artísticas, responsáveis por imprimir dinamismo ao evento.

Relativamente ao painel de conferências, o primeiro dia, 6 de julho, abre com os SAMI de Portugal, seguindo-se os arquitetos Pascal Flammer (Suíça) e De Vylder (Bélgica) e o gabinete Arquitectura G, de Espanha. Para encerrar com chave de ouro, sobem ao palco do Archi Summit 2017 dois arquitetos portugueses de excelência: Manuel Aires Mateus e Álvaro Siza Vieira.

Para abrir o programa do segundo dia, 7 de julho, Barbas Lopes e Nuno Brandão Costa representam Portugal e partilham o palco com o sueco Norlande e os alemães E2A e Arno Brandlhuber. Já o encerramento do Archi Summit será feito por Valerio Olgiati, conceituado arquiteto sueco, detentor de inúmeros prémios internacionais de arquitetura.

O Conceito

O Summit chegou a Portugal, uma nova abordagem para a Arquitetura Nacional. Dois dias plenos de inspiração, através de conferências com nomes prestigiados da arquitetura internacional, exposições de produtos e soluções para a construção, instalações artísticas e culturais, workshops técnicos, cocktail e momentos de interação e networking.

Ler mais

Passadiços do Paiva são os grandes vencedores do PNAM’17

Por
A quarta edição do Prémio Nacional de Arquitetura em Madeira, PNAM'17, decorreu a 30 de junho, no Laboratório Chimico do Museu da Ciência, da Universidade de Coimbra, onde estão em exposição as setes obras finalistas. 

 

Marco Faustino, Balbino e Faustino; Nuno Martins Melo, vencedor; Vitor Poças, Presidente da AIMMP; Margarida Belém, Vice Presidente da Câmara Municipal de Arouca; Eduardo Cabrita, Ministro Adjunto; José Manuel Pedreirinho, Presidente da OA; Reis Campos, Presidente da CPCIA obra do arquiteto Nuno Martins Melo foi premiada por projetar "Uma Arquitetura em Madeira para o Futuro", defendendo “o meio ambiente, uma construção em madeira que enobrece a arquitetura”, considerou o júri. 

 

Os Passadiços do Paiva foram os grandes vencedores, tendo sido também atribuídas as seguintes menções honrosas: pela Qualidade Estrutural da Obra, ao Centro Cultural da Costa Nova, da autoria da A.R.X. Portugal Arquitectos de Nuno Mateus e José Mateus; pela Incorporação Significativa e Inovadora de Derivados de Madeira, do Atelier Pedro Santos Arquitectura, em Pombal. Foi também atribuído um voto de Louvor Extraordinário à obra Granel, na Ilha do Pico, da autoria dos arquitetos Inês Vieira da Silva e Miguel Vieira, da Sami Arquitectos. As obras selecionadas do PNAM’17 podem ser visitadas nos meses de julho e agosto no Museu da Ciência da Universidade de Coimbra.

O prémio organizado pela  Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal (AIMMP), em parceria com a Ordem dos Arquitetos e a Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário (CPCI) pretende divulgar a qualidade da arquitetura portuguesa. Vítor Poças, presidente da AIMMP fez questão de destacar que “num país tão pequeno em termos de dimensão e que ultrapassou enormes dificuldades nos últimos seis anos, é admirável a quantidade e a qualidade das obras de construção em madeira que têm surgido como concorrentes ao PNAM a cada dois anos. As obras que têm estado a concurso nestas edições são evidências muito fortes da grande quantidade, elevada criatividade e muito bom design do melhor que se constrói em Portugal e que, no nosso dia-a-dia, não conseguimos ter essa perceção. Estamos rendidos às vossas capacidades e pretendemos demonstrar à sociedade que é possível e viável construir em madeira, em Portugal” destacou. Relembrando que o atual “momento florestal não é de euforia”, o presidente da AIMMP considera “que utilizar a madeira na construção não diminui o número de árvores, mas sim impulsiona a sua plantação e protege o ambiente e a sustentabilidade do nosso planeta. Renovável, versátil e reutilizável, a madeira é um hino à economia circular que todos pretendemos”, reforçou.

Ler mais

Mobiliário de luxo: Duquesa e Malvada comemora um ano

Por

Com apenas um ano de existência a marca portuguesa é já uma referência no mercado nacional e internacional, prova disso é o facto de irem participar, já em setembro, naquela que é considerada a maior feira de design de mobiliário do mundo: a Maison et Objet de Paris. Criada a 27 de junho de 2016, a Duquesa e Malvada nasceu pelas mãos do arquiteto Artur Soares que convidou para a sua equipa elementos da área do design e do marketing, maioritariamente jovens com menos de 30 anos que acreditaram desde o início que este seria o começo de um percurso brilhante.

Quando a própria conjuntura económica anunciava tempos difíceis, estes jovens continuaram a acreditar e a lutar todos os dias por um lugar cativo no mercado internacional. Um ano depois, a marca está já integrada em vários projetos de interior design pelo mundo, figurou várias publicações internacionais de países tais como E.U.A, Austrália, Inglaterra, Espanha, Brasil, África do Sul entre outros e este ano, para além da participação em feiras da especialidade não só em Portugal como também em Madrid e Londres, prepara-se para representar Portugal, em Paris.

Emily mirror

Duquesa e Malvada: O conceito


A marca de design assume-se como cosmopolita, inspirada nos gostos peculiares de uma geração moderna e contemporânea. As peças ostentam elementos históricos mesclados com conceitos modernos tais como a arte, a música, a moda e tendências. A pretensão da marca é trazer para cada ambiente o reflexo da personalidade de cada um, não se prendendo por completo a conceitos pré definidos, espelhando aquilo que influencia o que cada um é. A elegância, o glamour e o toque refinado é transmitido através de um design único, materiais nobres e sofisticação. A magnificência das peças conjugada com a suntuosidade de ambientes misteriosos e requintados tornam a marca Duquesa & Malvada a perfeita simbiose entre luxo, tendências e requinte.

Ler mais

GlammFire distinguida em Itália

Por

A empresa portuguesa foi distinguida em Itália nos prémios A'Design Award Competition. A GlammFire arrecadou o galardão Silver A'Design Award, na categoria de mobiliário, decoração e design de interiores com o Kivo Tabletop, produto que faz parte da gama Tabletop Fireplaces, lançada em 2016, conhecida pelo sistema aconchegante através do calor.

 Lançamento de novo produto

A empresa lançou agora um novo produto, o Cosmo 13 - opção lenha. Na sua essência elevam-se aspetos como o design pormenorizado, a qualidade dos materiais e a versatilidade funcional. Com esta opção será possível usufruir de momentos únicos no exterior como no pátio ou terraço. O Cosmo 13 – opção lenha permite desfrutar da natureza. O elemento natural do fogo é simplesmente uma fonte primordial de satisfação assim como o seu aquecimento natural, que aconchega o pátio ou jardim, conferindo bom gosto aos espaços.

Ler mais
×

Log in

×

Inscreva-se para se manter em contato!

Seja o primeiro a conhecer ofertas especiais e acordos exclusivos da Mobiliário em Notícia e dos nossos parceiros.

Check out our Política de Privacidade & Termos de Utilização
Você pode cancelar a assinatura da lista de e-mail a qualquer momento